Amélia Com Versos de Amália – Novo disco de Amélia Muge

O novo álbum de Amélia Muge foca-se numa faceta artística de Amália Rodrigues não suficientemente valorizada pelo grande público: os seus versos.

Uma ideia original de Manuela de Freitas que Amélia, com entusiasmo, resolveu desenvolver homenageando assim, para lá de Amália, o Fado e os fadistas, mundo de que se tem vindo a aproximar a convite de muitos deles, que cantam temas de sua autoria.

Encontrou nesta ligação com Amália a forma mais Ameliana de o fazer.

Este trabalho conta com José Mário Branco nos arranjos e co-direcção musical com José Martins. A criação dos temas originais para versos de Amália esteve a cargo da própria Amélia, de Michales Loukovikas (parceiro no seu último trabalho, Periplus) e de José Mário Branco.

Amélia Muge trouxe a estes versos toda a diversidade musical em que tem vindo a espraiar o seu trabalho artístico, mostrando uma Amália a que ninguém está habituado, embora ela tenha sido uma brilhante precursora da ligação do fado com a sonoridade musical de outras culturas.

Alinhamento:

1- Meu coração sem direito | 2 – Tenho uma cabra cabrita | 3 – Tenho dois corações | 4 – Sou filha das ervas | 5 – Os teus lindos olhos pretos | 6 – Bicho de conta | 7 – Quero cantar para a lua | 8 – O tempo dantes corria | 9- Ai de mim que me perdi | 10 – Quadras soltas | 11 – O mosquito mordeu-me no olho | 12 – A lua | 13 – 335 gafanhotos | – 14 – Eu vivo a vida perdida | 15 – Carta a Vitorino Nemésio | 16 Faz-me pena

Edição de autor | UGURU, Distribuição Sony