Bilan

DSC_0263 (crédito Gustavo vieira da Silva)- a usar

(Fotografia: Gustavo Vieira da Silva)

Natural de São Vicente, Bilan encontrou a música na família desde pequeno, já que é sobrinho de Meca, um dos músicos que integrou o grupo “Simentera”

O primeiro CD “Ilha” resulta de vários anos de concertos e de uma aprendizagem junto de músicos de várias origens, com destaque para a cidade do Porto onde residiu antes de se estabelecer em Lisboa.

Bilan veio para Portugal em 1999 para estudar Gestão Desportiva, na cidade de Maia, no norte do país. Mas, mal terminou o curso viu que a sua vida futura só poderia passar pela música.

Primeiro, houve a experiência do grupo de amigos de São Vicente, alguns também estudantes, que formaram os “Refilon”, na capital portuguesa. O grupo deu vários espectáculos em Portugal e em Espanha.

Depois de 2005, e enquanto tocava em diferentes projectos, o músico mindelense começou a montar o seu próprio grupo, tendo chegado a gravar um EP. Ao mesmo tempo surgiam convites para espectáculos, sobretudo na região norte de Portugal.

Um dos momentos altos da sua carreira aconteceu em 2011 quando actuou ao lado do músico maliano Madou Sidiki Yabaté, no espectáculo “Sur le Níger”, na Casa da Música, de onde resultou a gravação ao vivo do espectáculo. Daqui surgiu também a amizade com o maliano e o convite para participar em duas edições de um Festival com o mesmo nome, no Mali.

Apesar da distância e dos músicos que o rodeiam, Bilan continua a reafirmar a matriz cabo-verdiana da sua música, isto apesar das influências nítidas da música brasileira, do R&B, entre outros estilos.

Ouvir

Voltar ao Topo ↑

Vídeo

Voltar ao Topo ↑

Disponibilidade

Todo o ano

Voltar ao Topo ↑

Territórios

Worldwide

Voltar ao Topo ↑