Carmen Souza

IMG_5244_300dpiCarmen Souza nasceu em Lisboa, ascendente de uma família cabo-verdiana. Cresceu a falar crioulo e português, rodeada da maneira de viver dos seus pais. Autodidata, cantou num grupo português de gospel.

Descoberta aos 22 anos pelo baixista Theo Pascal, que se tornou no seu produtor e mentor, rapidamente constrói um som inconfundível, servido por um timbre e uma técnica vocal únicos fundidos com uma grande amplitude de voz. O seu som tem raízes na cultura cabo-verdiana e influências de outros ritmos tradicionais africanos provenientes da América Latina e do jazz.

A sua carreira de sucesso tem-na levado por toda a Europa, mas também por Cabo Verde, Brasil, Estados Unidos e Canadá. Apresentou-se em festivais de jazz de primeira linha como os de San Francisco, Monterrey, Montreal ou North Sea. Recebeu vários prémios e os seus discos têm merecido por toda a parte excelentes críticas.

Em Janeiro de 2014 lançou na Culturgest o seu CD Kachupada, esgotando um Grande Auditório vibrante, como o fez e continua a fazer por muitas salas no estrangeiro. Kachupada valeu a Carmen Souza ter sido distinguida em Cabo Verde, nos CVMA, para melhor cantora e melhor morna. O concerto que apresentou com Théo Pascal em 2014 no Festival de Jazz de Lagny (França), deu origem a um CD e DVD, Live at Lagny Jazz Festival, também recebido com elogios e distinções da crítica. Esteve na lista dos 10 álbuns mais vendidos na Amazon de França e da Alemanha e na Fnac de França. À saída do disco seguiu-se uma digressão de 68 concertos por todo o mundo.

O álbum seguinte, Epistola, foi apresentado em nome dos dois músicos, Carmen e Theo, algo que aconteceu pela primeira vez em anos de trabalho conjunto. Nasceu e foi apresentado em 2015, no Festival Jazzahead de Bremen, e ganhou vários prémios como  Álbum da Semana (4 estrelas) do site Music Story, top 10 dos melhores álbuns do mês da Mezzo TV, assim como na estação de rádio nacional Bayern2 Kultur.
Agora, Carmen acaba de editar um novo álbum em colaboração com Theo Pascal, gravado entre Lisboa e Londres. Creology é acerca da alegria do povo crioulo, a sua música, a sua cultura, a sua filosofia de vida e os elos de ligação desta bonita “nação”.
Inquestionavelmente, Carmen Souza é hoje uma personalidade forte da world music e uma das cantoras de jazz de mais sucesso.

Ouvir

CD Epístola

Voltar ao Topo ↑

Vídeo

Voltar ao Topo ↑

Imprensa

“Carmen Souza sings in her native creole dialect with an intimacy, sensuality, and vivacity, characterised by a tremendous lightness of touch. Her music has a deceptive simplicity, a rare clarity, derived from a unique mix of influences from her Cape Verdean background to jazz and modern soul creating this beautifully vibrant, largely acoustic, accessible hybrid. World soul music for the 21st century”  David Sylvian

5 STARS- “Extraordinarily talented vocalist…”  Latin Jazz Network, USA

 

4 STARS - “Irresistible”,  Télérama, FR  

 

4 STARS-”  Cape Verdean Esperanza Spalding…brave, extraordinarily original.”  Songlines, UK

 

4 STARS-“Ella Fitzgerald du Cap-Vert…”  Les Inrockuptibles, FR

 

“A pinch of Billie Holiday, a hint of Nina Simone, Ella phrasing and Mina Agossi rebellious side… a unique and original style”  JAZZ MAG, FR

Voltar ao Topo ↑

Territórios

Portugal

Voltar ao Topo ↑