Rodrigo Leão

Rodrigo Leão

“O Método” – novo álbum a ser editado em 21 fevereiro 2020

Rodrigo Leão é um criador irrequieto, que se recusa a simplesmente gozar as suas consideráveis conquistas passadas que incluem prémios nacionais e internacionais, aplausos da crítica, reconhecimento dos seus pares ou convites para assinar bandas sonoras para êxitos internacionais de cinema. Por isso mesmo, revela-nos ele, nos últimos dois anos tem estado concentrado a trabalhar num novo projeto, que busca os entusiasmantes cruzamentos entre a clássica contemporânea e a eletrónica por onde têm deambulado músicos com quem até já colaborou como Ludovico Einaudi ou Olafur Arnalds e até outros como Nils Frahm.

Nesse sentido, e para o trabalho que sucederá a Life is Long, projeto colaborativo assinado com Scott Matthew em 2016, a Os Portugueses, lançado pela Sony  e a “O Aniversário” editado pela Universal Music- ambos no ano passado, bem como aos scores para as exposições Florestas Submersas do Oceanário de Lisboa e O Cérebro da Fundação Calouste Gulbenkian,

Rodrigo criou cerca de 40 novas peças de que, em conjunto com os seus colaboradores próximos e co-produtores Pedro Oliveira e João Eleutério, foram depois escolhidas 15 novas composições a constar do seu próximo álbum.

“Para a última fase do trabalho decidimos trabalhar com o compositor e produtor italiano Federico Albanese”, explica Rodrigo. “Ele vive em Berlim e entende bem a confluência desta música com a eletrónica”. Este próximo álbum, que Rodrigo Leão refere ser em certos momentos bastante ambiental, cruzam-se  as suas belíssimas melodias, inspiradas por memórias de infância e que buscam uma certa ideia de inocência. Há a registar a participação de um coro juvenil, bem como nomes habituais do seu universo como a violinista Viviane Tupikova ou a cantora lírica Angela Silva. O novo registo terá ainda espaço para mais algumas surpreendentes colaborações. “Ando sempre em busca de novas ideias”, justifica Rodrigo.

“Ao vivo quero apresentar esta música em quinteto, comigo, com o João Eleutério, o Carlos Toni Gomes, a Viviane e a cantora Angela Silva.”, elucida o compositor.  O espetáculo contará ainda com uma forte componente visual em que as ideias de transcendência, inocência e pureza serão exploradas através de evocativas imagens. “Quero encantar as pessoas, revelar-lhes aquilo em que penso e com que sonho, transportá-las para o meu mundo”. O concerto remete para o palco o que nasce primeiro na cabeça do compositor e que depois é fixado em estúdio. “Mas o palco”, garante Rodrigo Leão, “é mesmo o destino final de todo este trabalho, é aí que ele se resolve, frente a frente com as pessoas que depois o interpretam à sua própria maneira”.

 

RODRIGO LEÃO FALA SOBRE “A BAILARINA”

“A Bailarina” é o primeiro single do novo álbum de Rodrigo Leão O Método a ser editado a 21 de Fevereiro pela BMG. Com a voz da sua filha mais nova, Sofia, e a colaboração do coro da Associação Musical dos Amigos das Crianças, “A Bailarina” é também o primeiro video do álbum, animado pelo estúdio Oskar&Gaspar a partir de desenhos originais de Rodrigo.

“Este foi um dos primeiros temas que compus a pensar já neste novo CD. Foi composto por mim e pela minha mulher Ana Carolina, que me ajuda muitas vezes com as letras.

Parte da voz de uma mãe a embalar a filha, e tem um lado infantil inspirado em alguns desenhos que fiz nessa altura… Aliás, alguns desses desenhos foram animados para o video.

“A Bailarina” representa um pouco a mudança que existe neste disco. A utilização da electrónica está muito presente, mas funciona na perfeição com o elemento humano das vozes, dá um sentimento de esperança, alegria…

É cantado pela nossa filha mais nova, a Sofia, com a Ângela Silva, a Viviena Tupikova e o coro juvenil da AMAC. As palavras que estão a cantar são inventadas. Escrevemo-las de propósito numa língua que não existe, para sublinhar o lado sonhador, espiritual, da canção.

 

 

Vídeo

 

Veja aqui o primeiro video e single do novo álbum “O Método”.

 

Veja aqui o primeiro video do álbum “Os Portugueses” – “Rosa”, interpretado por Camané.

“O peregrino”, retirado do álbum “O Retiro” em colaboração com o Coro e Orquestra Gulbenkian:

“Vida Tão Estranha”:

Voltar ao Topo ↑

Imprensa

«Sublime !»
in
El Mundo

«Every track is unique and every one’s a gem!»
in
Songlines Magazine

Prémios e Distinções :

6 Discos de Platina, 3 discos de Ouro
2010 Revista Les Inrockuptibles (França) | Top albums (Top 20) World, jazz et chanson – A Mãe
2009 Televisão SIC / Revista Caras | Globos de Ouro 2009 | Música: Melhor Intérprete Individual
2005 Televisão SIC / Revista Caras | Globos de Ouro 2004 | Melhor Intérprete Individual
2004 Revista Billboard (EUA) | Melhores álbuns: Cinema – Segundo Melhor Álbum do Ano
2002 Festival de Cinema Fantasporto | Melhor Videoclip Português: A Casa
2001 Prémios de Música Blitz 2000 | Álbum do Ano: Alma Mater | Canção do Ano: A Casa
2000 Prémios DN | Disco do Ano: Alma Mater

Voltar ao Topo ↑

Disponibilidade

TODO O ANO (SOB CONSULTA)

Voltar ao Topo ↑

Territórios

WORLD

Voltar ao Topo ↑