SOPHIE HUNGER

14469715_10154511611997836_3594423890347824453_n

Sophie Hunger é uma artista suíça com apelo global que não se tem cansado de recolher aplausos e prémios da crítica internacional desde que se estreou em 2006 com “Sketches of the Sea”, um disco de produção caseira, gravado na sua própria sala, mas de vistas suficientemente largas para imediatamente ter atraído a atenção de produtores estabelecidos como Erik Truffaz ou os Young Gods.

Em 2013, Sophie Hunger trouxe  a Portugal, em estreia absoluta, o seu novo trabalho,  o resultado da sua associação criativa a Adam Samuels, produtor que conta no seu currículo com trabalho para as Warpaint, Daniel Lanois ou John Frusciante.

“The Guardian” descreveu-a como “Laura Marling, Beth Orton e Bjork numa só embalagem” e já conquistou adjectivos como “excelente” ou “arrebatadora” nas páginas do “Le Monde” ou do “Deutsche Musikexpress”. Tanto a sua estreia como “1983″, o seu segundo álbum, conquistaram o topo das tabelas de vendas suíças.

Com todo este embalo, Sophie Hunger foi a primeira artista suíça a conquistar espaço no cartaz de Glastonbury, foi distinguida em 2011 com prémios das indústrias discográficas do se país natal e de França e ainda andou em digressão pelos Estados Unidos com Madeleine Peyroux e os Tinariwen. Já em 2012, homenageou uma das suas maiores influências ao criar o seu concerto solo, Bob Dylan – “Be Part of My Dream”, espectáculo que já este ano levou ao prestigiado festival de Montreux.

Com a ajuda de músicos como Josh Klinghoffer (Red Hot Chilli Peppers, PJ Harvey), Nathaniel Walcott (Bright Eyes), Steven Nistor (Daniel Lanois, Danger Mouse) e ainda de membros da sua própria banda, Sophie gravou um novo e ambicioso trabalho The Danger of Light e mais recentemente lançou Supermoon.

Vídeo

 

Voltar ao Topo ↑

Territórios

Exclusivo (Portugal)

Voltar ao Topo ↑