Tété Alhinho

TÉTÉ ALHINHO PROMOTIONAL PORTRAITFoto: Rita Carmo

A cantora Tété Alhinho carrega na voz uma alma muito própria, desenhada ainda na infância a ouvir as mornas que Bana cantava “nos 15 minutos finais da emissão da rádio Barlavento”, como recorda nas notas de capa de Mornas ao Piano, o seu mais recente disco.

Para recuperar essas memórias, Tété recrutou vários músicos (os pianistas Carlos Matos, Ricardo de Deus ou Victor Zamora, por exemplo) que a acompanham em temas sobretudo da sua lavra, com o doce embalo ilhéu a ser recortado por um rigor jazz e uma classe de pendor universalista que ainda assim não mascara a identidade funda destas canções de dor e saudade, de nostalgia e absoluta dignidade.

Ao vivo, Tété Alhinho é ainda mais doce e intensa, arrebatadora na força da interpretação de temas que pegam na memória de Cabo Verde para se projetarem num mundo moderno e sofisticado, cheio de alma e de beleza.

Vídeo

Voltar ao Topo ↑

Imprensa

“O primeiro disco de Tété Alhinho em mais de uma década, é uma sessão em que voz e piano são os elementos dominantes, e o fraseado luminoso e elegante de Tété, nos conquista.” – Sunday Times (UK), Agosto 2017

 

“Um clássico de Cabo Verde por uma lenda que está de regresso, e que Regresso!” – Songlines, Julho 2017 | Critica Top of The World

 

“Mornas ao Piano de Teté Alhinho, é um grande disco de uma voz expressiva e encantadora.” – **** in Jornal Publico por Nuno Pacheco. Abril 2017

 

“(…) Tété é a voz da morna sofrida, da melhor. Límpida de vibratos torneados. E surge um desejo súbito de dançar.” – In jornal Expresso. Abril 2017

 

“O Novo disco é um aconchego que oferece o som do mar, o brilho da areia branca e o ritmo das ilhas, a “sodade” e a melancolia, tudo sem ser triste ou desolador” – in Correio da Manhã  Abril 2017

 

“O regresso de Tété Alhinho faz-se com um elevado grau de beleza e elegância (…) “Mornas Ao Piano” é o mais perfeito disco de Tété Alhinho.” – in Jornal de Letras por Manuel Halpern. Maio 2017
Voltar ao Topo ↑

Territórios

MUNDO

Voltar ao Topo ↑