Trio

O Pedro Jóia Trio é hoje um dos mais inestimáveis tesouros da música portuguesa. Pedro Jóia na guitarra clássica, Norton Daiello no baixo e João Frade no acordeão: três músicos virtuosos, cada um deles um expoente de classe internacional no respectivo instrumento, com percursos destacados em terrenos como o fado e o flamenco, o jazz e a MPB ou a música popular portuguesa. Juntos, em palco, estes três gigantes – Pedro Jóia chegou a referir-se aos seus companheiros de trio como Quaresma e Cristiano Ronaldo, forma bem disposta de sublinhar a classe que possuem como músicos – conseguem viajar pelo Brasil e pela memória da guitarra portuguesa, pelo fado e pelo flamenco com total autoridade, espalhando magia por clássicos como “Verdes Anos” de Carlos Paredes ou “Bulerias” de Paco de Lucia. Os percursos individuais – que se estendem por inúmeros projectos, incluindo nomes como Madredeus ou Couple Coffee – garantem uma bagagem de que nenhum dos três músicos abdica, antes convoca para cada novo momento musical, garantindo assim o Trio uma riqueza infinda de subtilezas que a sua música transparece.

Com aplausos efusivos recolhidos em espaços tão emblemáticos como o Mosteiro dos Jerónimos ou o Grande Auditório do CCB, o Pedro Jóia Trio tem-se de facto afirmado como um expoente da mais séria música que se produz entre nós e que músicos apresentaram no álbum Vendaval de 2017, uma viagem por diferentes ritmos, sensibilidades e tradições que o Pedro Jóia Trio consegue unir graças às suas ímpares capacidades individuais e, sobretudo, graças ao som que juntos erguem de forma magistral. 

Vídeo

Voltar ao Topo ↑