Paulo Flores

Paulo Flores, autor, compositor e intérprete, é uma das principais referências na música de Angola e um defensor incansável do Semba. Neste momento, Flores celebra 25 de anos de carreira pontuados por mais de uma quinzena de discos. A voz de Paulo Flores, doce e quente, vibrante e grave, inspira-se na tradição urbana de Luanda e conta-nos histórias de ontem, de hoje e de amanhã, o que ajuda a explicar porque tanto ressoa a sua música junto do público. Angolano e não só. Paulo Flores explora o olhar crítico da geração que cresceu depois da independência e reflete o sentimento de revolta face à destruição que assiste no seu país. Encontra as palavras certas para falar da extraordinária capacidade de resistência… do povo angolano, da sua energia e da sua vitalidade, expressos na sua música e na sua dança. O Semba de Angola é através de Paulo Flores revisitado nas suas matrizes tradicionais e reinventado graças ao talento de Mias Galheta no baixo, à harmonia dedilhada do violão de Pirika Duia, aos perfumes urbanos do acordeão e do piano de Ciro Bertini, ao carisma das frequências eléctricas de Tedy Nsingi e graças ainda às percussões tradicionais como a puita, a dikanza, o mukindo, o hungo e os batuques. Paulo Flores é um tesouro de Angola e um tesouro do mundo. E é em palco que este tesouro pode ser melhor apreciado. Paulo Flores: voz e guitarra acústica João Ferreira: percussão Jeremias Galheta [Mias Galheta – nome artístico]: baixo Simão Nsingi [Tedy Nsingi - nome artístico]: guitarra solo Ciro Lopes [Ciro Bertini - nome artístico]: piano e acordeão Mário Cruz [Marito Furtado - nome artístico]: bateria António Adolfo [Pirika Duia - nome artístico]: guitarra

Onde Comprar

Voltar ao Topo ↑