SWANS

A história faz-se também, invariavelmente, de despedidas – e os Swans, que Michael Gira
ressuscitou em 2010 após treze anos de ausência têm, agora, um segundo adeus anunciado.
Desde a confrontacional abrasividade dos primeiros lançamentos, passando pela folk sombria e
assombrada de discos como Love of Life ou The Burning World, até ao vórtice de rock
hipnótico e majestático praticado desde a sua reunião – ouçam-se The Seer ou o mais recente
The Glowing Man – os Swans firmaram desde sempre o seu nome como um dos mais
influentes da música experimental. No que serão as derradeiras oportunidades de
testemunharmos a esmagadora presença em palco de Michael Gira e companhia, os Swans
regressam a Portugal para duas datas; os concertos acontecem a 8 e 9 de Outubro no Hard
Club (Porto) e no Lisboa ao vivo, respectivamente.
As primeiras partes, em ambas as datas, estarão nas mãos de Baby Dee. A artista e performer
norte-americana, que já colaborou com nomes como Antony Hegarty, Current 93, Will Oldham
ou Andrew W.K., apresentará uma obra que tem tanto de excêntrico como de desconcertante.

Onde Comprar

Voltar ao Topo ↑