Amélia Muge: amelias

Disponibilidade para Portugal e Comunidades Portuguesas - Todo o ano (sob consulta)

Clique para ver os contactos para contratação
antoniocunha@uguru.net | carmocruz@uguru.net | miguelfurtado@uguru.net

amélias – o projeto

Amélia Muge é uma reconhecida cantora e criadora muito eclética, fazendo revisitações que vão às raízes da música tradicional, passando pelos desafios de fusão multicultural e pelas linguagens mais contemporâneas.
A componente visual sempre funcionou também no seu trabalho como elemento fundamental de inspiração transdisciplinar.
Pioneira em Portugal do canto individual a vozes e de criação de ambientes vocais, amélia muge foi desenvolvendo potenciais tímbricos, que, numa interacção com samples feitos a partir da sua voz, lhe permite ter esse canto simultâneamente plural e individual. Esta é uma componente que tem vindo a utilizar regularmente na maioria dos seus trabalhos.
O CD amélias surge na continuidade deste canto com vozes dela própria, inspirado sobretudo na riqueza do canto feminino em grupo, muito dele à Capela, trazendo memórias sonoras dessa expressão vocal tradicional, numa leitura mais contemporânea, sem no entanto lhe retirar a raiz comum, revisitando também outras e novas abordagens.

Detalhes da Digressão

Amelia Muge – Tour amélias – 4 músicos em palco

 

Em concerto, às vozes de amélia juntar-se-ão outras 3 vozes de cantoras instrumentistas (violoncelo, teclados e percussões) que acentuarão e darão eco ao jogo de vozes existente no CD, recriando temas, acrescentado outros, numa homenagem de contornos inesperados ao canto no feminino.

O encontro entre estas quatro mulheres cantoras e instrumentistas é uma oportunidade rara de comunicação artística, multiplicando o comum e o diverso neste encontro de gerações e estilos musicais. As imagens projectadas recriam ainda visões imaginárias das vozes amelianas.

Uma proposta de concerto original dentro do âmbito do canto a vozes e da criação de novas ideias artísticas no uso das tradições e de linguagens contemporâneas.

Voltar ao Topo ↑