CHASSOL: Ludi tour

Disponibilidade: Todo o Ano (sob Consulta) - Disponibilidade para Portugal e Comunidades Portuguesas

Para contratação: antoniocunha@uguru.net | carmocruz@uguru.net
miguelfurtado@uguru.net | nunosantos@uguru.net

Ludi – O PROJETO

 

Pianista, compositor, arranjador e director musical de nomes como Phoenix ou Sebastien Tellier, o carismático e talentoso Christophe Chassol assinou uma peça artística que desafia as classificações. As suas composições articulam vozes, música, sons e imagens em novos objectos audiovisuais.

O resultado tem um nome: “ultrascore”.

Quem é Chassol?

Nascido em 1976, Chassol descobriu a música aos quatro anos. Filho de um saxofonista amador, este miúdo negro ingressou no Conservatório como outros vão para a tropa. Passou lá 16 anos, começando por aprender harmonia, escalas e melodia como base essencial para o que se seguiria.

Traumatizado ainda jovem pela banda sonora do filme A Torre do Inferno, o pequeno Chassol percebeu rapidamente que não editaria o seu primeiro álbum aos 20 anos. De facto, não aconteceu. A sua ambição inicial era escrever para o cinema, unindo som e imagem para produzir música para filmes de grande elegância na tradição de Jerry Goldsmith, Michel Magne ou Quincy Jones, entre outros. Em meados dos anos 90, Chassol praticamente desapareceu. Mergulhou no pouco iluminado mundo as produtoras de cinema e durante 15 anos compôs para o grande ecrã, para televisão e para publicidade.

Entre a produção de jingles para publicidade, Chassol encontrou tempo para se tornar maestro entre 1994 e 2002 e depois descobriu o mundo da música pop quando acompanhou Sebastien Tellier e os Phoenix em Politics (2004), trabalho para o qual o jovem sósia de Jean-Michel Basquiat criou a maior parte dos arranjos.

Uma das consequências destas trocas musicais, é a dualidade que criam entre a vanguarda e a ambição pessoal.

Vídeo

 

Voltar ao Topo ↑

Áudio

Voltar ao Topo ↑

Área Profissional